Pedras nos Rins e Laser

Pedra nos Rins e Laser

A incidência de pedra nos rins pode acometer até 20% da população, responsável por causar uma das 5 piores tipos de dor já sentidas. A formação de cálculos nos rins ocorre em indivíduos com história familiar, que tem uma dieta rica em sal e baixa ingesta de líquidos. O tipo de cálculo mais comum é o de oxalato de cálcio, podendo ser visualizado nos exames de radiografia, ultrassonografia ou tomografia. A infecção urinária pode estar associada e geralmente se faz necessária a realização conjunta de exame de urina para uma avaliação mais completa.

O tratamento depende do tamanho e localização do cálculo. Atualmente os procedimentos para tratamento de pedras no rim são, na maioria das vezes, minimamente invasivos como o uso de aparelhos modernos através do canal urinário (sem cortes na pele) e o laser é um instrumento muito utilizado na fragmentação das pedras. Para prevenção da formação de cálculos, recomenda-se uma dieta pobre em sódio e carnes, ingesta abundante de líquidos e frutas cítricas e a realização de exercícios físicos para controle do pelo corporal. Indivíduos formadores recorrentes de cálculo deverão manter acompanhamento urológico periódico 1-2 vezes ao ano.